Arquivo da tag: sandalias da moda

salto ALTO

Padrão

Em nossa sociedade, temos observado uma oferta cada vez maior de modelos, cores, estilos, altura e diversos tipos de salto.

São inúmeros os modelos de saltos para sapatos inventados através dos tempos. Salto Anabela, salto Luíz XV, Salto Sabrina, salto agulha e salto carrapeta, por exemplo, são alguns modelos criados em momentos diferentes da História da Moda.

O salto alto do sapato feminino alonga a perna e contribui para a valorização dessa parte tão erotizada no corpo feminino. Muitas mulheres costumam associar o uso de saltos altos a uma sensação maior de confiança e sensualidade.

Mas, este símbolo da elegância feminina, a invenção do salto alto está ligada a homens. Alguns apontam Leornardo Da Vinci como o inventor, mas a teoria mais aceita credita ao rei Luís XIV – que governou a França em um dos períodos de maior prosperidade, entre 1643 e 1715 – o título de grande responsável pelo uso dos sapatos de salto alto, desenvolvidos pelos artesãos palacianos.

Alguns tipos de modelos de sapato com salto:

Agulha


Modelo alto e fino, esse tipo de salto exige muito cuidado e bom senso no uso, pois pode prejudicar a coluna vertebral. É considerado o mais atraente de todos.

Combina com calças longas, saias, vestidos, meia-calça. O uso deste salto é indicado em ocasiões que não exijam muito tempo de permanência em pé.

Anabela


Esse tipo de salto pode ser usado no dia-a-dia, combinando com qualquer tipo de roupa, inclusive as mais finas. Saias longas, curtas ou rodadas caem muito bem com o salto Anabela. Segundo ortopedistas, é o salto menos prejudicial à coluna.

Louis XV ou Carretel


Baixo ou alto, esse modelo sempre está na moda. A sua forma lembra um carretel e seu salto não passa de quatro centímetros. É ideal para usar com calças, vestidos, shorts, minissaias e saias longas.

Plataforma


Solado curvo ou reto, este modelo é mais confortável,  indicado para ser usado em ocasiões informais. Quem gosta desse modelo poderá encontrar saltos bem altos.

Sabrina


Nos anos 60, o filme “Sabrina”, estrelado pela atriz Audrey Hepburn, popularizou esse tipo de salto. O salto é médio e delicado. É perfeito para usar com calças mais curtas, shorts, vestidos, saias abaixo do joelho e curtas.

Salto grosso


Elegante e confortável, traz estabilidade e sobriedade aos pés. Combina com calças, saias longas e curtas.

Tendência Verão 2011

A aposta da vez para a estação Primavera/Verão 2011 é o Clog (tamanco em inglês).

(Clog Iódice. Foto/Portal FFW/Agência Fotosite)

Para usá-los sem errar, a dica é combiná-los com um vestido curto de cintura marcada.

Ao invés das sandálias muito abertas, o que vai prevalecer são aquelas que mais parecem botas, cheias de detalhes, entre eles, couro, trançado, recortado, desenhos vazados, tiras e aplicações. As boots continuam em uma versão mais leve para o clima do verão e são peças-chave para balancear os looks românticos e delicados.

As releituras do modelo Oxford, este emprestado da moda masculina, também são candidatas a brilhar nas vitrines. Desta vez, o modelo vem mais leve, com saltos altos ou Anabela, também com transparências e aberto na frente.

(Modelo Oxford aberto da Neon. Detalhe: esmalte da cor do sapato. Foto/Portal FFW/Agência Fotosite.)

SALTO ALTO: lindos e perigosos

Que o salto alto deixa a mulher deslumbrante e poderosa ninguém contesta. Mas antes de calçar aquele lindo salto de 10 cm saiba que passar o tempo inteiro nas alturas pode trazer prejuízos à saúde – como tendinite, dor na coluna e calos.

Isso não quer dizer que devamos aposentar esse símbolo de poder feminino e viver de chinelos. Fundamental mesmo é aprender a usar o salto a favor não só da aparência como também do bem-estar.

Ao caminhar com um calçado baixo, o peso do corpo é distribuído em várias partes do pé. Com o sapato de salto, isso não acontece: como o contato com o solo fica reduzido, o peso passa a se concentrar lá nos dedos.

Use, mas não abuse

Não é preciso abandonar os saltos: basta saber quando e como utilizá-los. Siga as dicas abaixo:

• Use salto somente quando necessário, como em festas e no ambiente de trabalho. No restante do tempo, prefira calçados mais confortáveis;
• Quando voltar ao chão faça um bom alongamento;
• Fortalecer as musculaturas da coxa e da perna ajuda a minimizar os prejuízos causados pelo salto;
• Opte por um couro mais macio, assim os pés têm mais liberdade e ficam ventilados;
• Prefira saltos quadrados ou retangulares. Como a superfície de contato com o chão é maior, eles proporcionam mais estabilidade e conforto;
• Cuide da higiene dos dedos, pele e das unhas;

Outras dicas relevantes são na hora de comprar um novo sapato:

- Não escolha o sapato pelo tamanho informado na sola. Priorize o conforto e o equilíbrio que o salto proporciona;

- Tente fazer a compra no fim da tarde e à noite, quando seus pés estão mais largos;

- Uma boa forma de avaliar se um calçado vai ficar confortável é, ao calçá-lo, verificar se sobram de 0,5 a 1,3 cm entre o dedo maior e o final do sapato;

- O calçado não deve ser de material duro;

- Se o sapato não é confortável, então não compre seduzida pela beleza, esperando que ele lacei;

No mundo contemporâneo o salto alto representa o desejo das mulheres em ver e serem vistas. Os saltos aparecem com muitas novidades. Esculturais, geométricos, ornamentados, em acrílico, couro ou madeira, finos ou grossos, plataformas e saltos com design muito diferenciado, tendo em comum sempre a altura.

Temos inúmeros modelos, mas antes de comprar o que está ou não “na moda”, leve em consideração seu estilo, conforto e tipo físico. Não é porque algo está em evidencia que quer dizer que nós devamos utilizá-lo. Priorize o conforto.

Por Mariana Arruda Simoni, Designer e Consultora de Moda

Mariana.as@uol.com.br

http://www.pencefundamental.com.br