Baile ROCK A BILLY em Cosmópolis

Padrão

Que eu tenho verdadeira paixão pelos anos 50 e 60 isso não é novidade.

Tanto as roupas, o rock, os costumes e modo de viver destas épocas me encantam, então, sempre que tenho oportunidade de tentar reviver um pouco deste período eu estou dentro.

Desta vez a festa, ou melhor, o baile ROCKABILLY foi em Cosmópolis, minha cidade, e pra melhorar foi no salão da Usina Ester, bem ao lado do campo da Funilense, ou seja, já misturou mais paixões: minha cidade e futebol…

Antes de prosseguirmos, vou falar um pouco sobre Rockabilly… que tem como filosofia ‘diversão acima de tudo’.

Surgiu na década de 50, combinando rock’n’roll com bluegrass (um estilo do sul dos EUA ).  Um ritmo novo alucinante que além da música vinha com muitas coreografias- diferentes e mais elaboradas.

De imediato falar em Rockabilly vem na cabeça imagens comuns do cenário: Elvis Presley, Bill Haley, Chucky Berry, Buddy Holly, Johnny Cash, Jerry Lee Lewis, Eddie Cocharan, Johnny Burnette, filmes como Johnny e June (de James Mangold), La Bomba (Taylor Hackford), A Fera do Rock  (de Jim McBride) em que Dennis Quaid interpretava um dos mais loucos ídolos do rockabilly, o “The Killer” Jerry Lee Lewis.

Ou seja, um estilo com música de categoria, muita guitarra, piano, contrabaixos (na técnica slap-back onde a corda ao invés de ser puxada fica batendo uma na outra) e muitas batidas.

Quanto as roupas, os garotos adotam a calça jeans com a barra dobrada- mostrando um pouco da meia ou um pouco mais dos coturnos ou creeper, camiseta branca e jaqueta de couro com botons ou aplicações ou camisa de botão xadrez, usam topetes, costeletas.

Já as garotas, abusam de saias godês que tem bastante movimento conforme elas dançam, vestidos com estampas delicadas- cerejas, nuvens, bolinhas, sapatilhas. Tudo com cintura alta e marcada. As pin ups abusam do salto alto e esbanjam sensualidade seja pelo batom vermelho, bandana no cabelo e franja ou topete. Hoje em dia os expoentes do movimento abusam das tatuagens.

Eu até tentei fazer o penteado com a bandana, mas não rolou dessa vez…

Voltando pro baile…

E olha eu aí no baile

MUITO frio, mas não impediu a presença e produção da galera que compareceu… o ambiente antigo do salão com o chão de cimento queimado e quadriculado na pista de dança, o palco com as bandas Lucy in the sky de Cosmópolis e Cry Baby de Cordeirópolis além de discotecagem e visual das pessoas e ao fato de não passar cartão- só em dinheiro para consumir lanches e bebidas- possibilitou literalmente uma volta ao tempo…

Mau e eu “tentando” dançar no ritmo…

Muita diversão e nenhuma briga. Esperando a segunda edição do baile mas com um pouco menos de frio… mas deu pra se divertir, reencontrar as amigas, dançar, conversar e rir muitooo!!!

Anúncios

»

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s