… e lá se foi o Toddy…

Padrão

Já faz uma semana e 4 dias que você se foi…não tinha ainda conseguido achar forças pra escrever algo sobre você…

Não consigo aceitar, acreditar e não pensar um segundo se quer em você…

Foi no dia 30 de Novembro de 2004 que te encontrei na rua, magrinho e um pouco machucado. Você com medo e eu tentando me aproximar-  várias tentativas até você deixar eu fazer carinho em você… e quando estava chegando em casa… você deixou eu te pegar e levar pra entrar na nossa família,vocênos acompanhouem momentos importantes… participou do nosso crescimento, cresceu com a gente…

Com uma carinha linda… bonzinho e medroso você conquistou todo mundo. Fugia, voltava, arranhava o focinho tentando cavocar a grama… tivemos que mudar o portão eletrônico, criar um espaço só seu, nos adaptar, deixar a poltrona mais confortável só pra você…

Te levamos pra praia, pra casa da vovó, no sítio, em churrascos, festas, dia das mães, dos pais, Natal… em tudo você estava presente… sempre ao entrar em casa você aparecia fazendo festa não importava nada… você sempre estava ali presente pra escutar os desabafos, pra ir se encostando pra receber carinho… pra eu te dar um pedaço de tudo que eu comia-principalmente doces- você amava doces…

Deu alguns sustos durante esses anos, teve uma falência cardíaca, descobrimos que ele tinha sopro no coração, descobrimos um tumor de quase 1kg no baço, foi castrado… sempre bonzinho… sempre companheiro…

E na hora de ir embora nem aí ele deu trabalho, esperou a família toda estar reunida, se despediu de cada um… e na madrugada do dia 29 de Julho de 2012 ele entrou no meu quarto pulou no meu colo, estava com a respiração fraquinha, babando mas com o rabinho abanando… ficou comigo a madrugada toda… e então pela manhã deixou seu corpo físico aqui e se foi…

Desde então eu perdi uma parte de mim… choro várias vezes ao dia, sinto sua falta toda hora, olho para um canto e parece que o vejo… parece que ouço suas patinhas vindo pro meu quarto… nossa, quanta saudade.

Sei que não posso ser egoísta, ele já estava velhinho… mas por que a vida deles duram tão pouco? São amigos verdadeiros… não ligam pra cor, status social, financeiro… eles não ligam pra que carro você tem, pra que time torce.. eles só querem amor, carinho…

Sei que você está bem e tenho certeza que vamos nos reencontrar!

Te amo Toddy, você faz muita falta!!!

»

  1. Mari, muito bonito, triste, mas também alegre, pois ele nos deu alegria e se foi na tranquilidade. Ficou a saudade e a certeza que fomos felizes e muito bons para ele. Um grande beijo. Sucesso.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s