Arquivo da tag: tour pela Europa

Tour pela Europa: 5º dia- de Londres para Paris

Padrão

13/07 De Londres à Paris

Acordamos cedo e fomos tomar café. Arrumamos as malas e colocamos em um quartinho do Hotel, pois o check-out era às 11h. daí saímos para o Estádio do West Ham de táxi. Mais uma vez não pudemos entrar e tivemos que nos contentar com as compras na loja oficial do time, que fica ali mesmo. Encontramos ali um boxeador italiano que é casado com uma brasileira, conversamos com ele até que fomos pagar as compras.

DSC03247

Após gastarmos bastante, lamentamos com um dos vendedores que viemos do Brasil e gostaríamos de ver o Estádio por dentro.

E o impossível aconteceu: ele abriu uma porta e nos deixou entrar. Nem preciso falar que foi incrível, o estádio é maravilhoso.

DSC03233

Saímos dali e seguimos para as torres, mas o trem quebrou e como já era um pouco tarde, decidimos voltar ao Hotel.

Eu e o Mau fomos até uma lanchonete comprar uns lanches para o almoço. Chamamos um táxi que custava 45 libras até o aeroporto. O motorista era um cara muito engraçado, gente boa. No final, quando perguntamos se ele teria troco em 3 notas de cinco, ele começou a dançar e cantar “ Olha o que eu tenho aqui” hahaha, aí ele tirou as 3 notas, foi engraçado pra caramba.

Fizemos os checkins e viajamos para paris em um avião da Air France, só serviram uns amendoins, assim, chegamos famintos na cidade luz.

Descemos no aeroporto e já fomos surpreendidos pela presença do exercito nos expulsando de onde iríamos pegar o táxi. Fomos para o outro lado e ao entrar no táxi ouvimos uma explosão- eles explodem as bagagens e pacotes perdidos, diariamente.

Passamos em frente do Estádio da França, que mais parecia um shopping. Paris é uma cidade muito bonita, muito limpa e com uma arquitetura incrível. É diferente de tudo que eu já vi.

Chegamos ao Hotel (que ficava na rua da Torre Eifel) e quem estava lá na porta nos esperando? Minha mãe e minha avó, meu tio estava sentado na esquina vendo se agente chegava por ali. O reencontro foi emocionante- em Paria tudo emociona.

O hotel era lindo e tinha numa banheira maravilhosa. Após subirmos e desfazermos as malas, fomos todos comer pizza em uma pizzaria próxima.

Paris 2009 079

Após o jantar pegamos um metro até a Torre Eifel. Estava noite e a torre toda iluminada- de novo algo emocionante. A torre é MUITO grande.

Paris 2009 095

O metro de Paris, assim como o de Londres é cheio de linhas e intersecções, mas o engraçado é que as vezes você anda quase 15 minutos pela estação até chegar na plataforma de embarque.

Paris 2009 111

O tio Lúcio, a vovó e a mamãe voltaram de táxi e eu, o Digo e o Mau demos uma andada até umas lojinhas de turista- que estavam abertas porque já eram quase 1 da manhã.

Paris 2009 117

 Então depois de ficar olhando a Torre em todos osângulos possíveis, fomos dormir.

por

Mariana Arruda

Anúncios

Tour pela Europa: 4º dia- Londres

Padrão

12/07- Londres


Acordamos mais animados e fomos tomar café (pão, queijo, sucrilhos e suco). Depois andamos ate o estádio do time do bairro, não conseguimos entrar, então voltamos para o Hotel.

Nos arrumamos e fomos para um dos centros (próximos ao Museu Madame Tusseau), de metrô. A fila era tão grande, que decidimos ficar passeando por ali.

Visitamos o Museu do Sherlock Holmes, que era no próprio endereço citado nos livros. Depois visitamos algumas lojas e pegamos o metrô até o “Big Bang”.

DSC02976

DSC03034

Lá andamos em frente aos vários museus e palácios da realeza/ governo, onde tiramos muitas fotos. Paramos para descansar em um jardim defronte ao rio.

DSC03112

Voltamos e cruzamos a ponte, rumo à famosa roda gigante. Havia por ali, uma serie de museus, entre eles o de cinema e o de terror- onde entremos e eu fiquei com medo.

Já era quase 18h e tentamos voltar ao Madame Tusseau, lá, o ingresso custava quase 100 reais e continuava com fila- decidimos deixar pra um outro dia.

DSC03096

DSC03166

Preferimos caminhar pela Oxford Street, onde, haviam muitas lojas e, para minha tristeza estavam todas fechadas. Achei a universidade de Moda de Londres, que fica em um prédio em cima da Zara- imagina que delicia estudar em cima da Zara? Eu ia amar!

DSC03182

DSC03197

Voltamos para o Hotel e novamente pedimos hambúrguer enquanto acompanhávamos pelo i-phone do Digo o jogo do Santo André contra o Fluminense.

Tour pela Europa: 3º dia- de Amsterdam para Londres

Padrão

11/07- Amsterdam para Londres

Acordamos às 9h e fomos tomar café. Depois voltamos a dormir (estávamos realmente cansados) e só levantamos às 11h30 para arrumarmos as malas. Acordamos, deixamos as malas em uma salinha do hotel, e fomos dar uma ultima volta pela cidade.

DSC02904

Fomos até a loja da fábrica da Heineken, comprar umas coisinhas pro meu pai, passamos pelas ruas da moda, onde eu me deliciava vendo a nova coleção da Chanel, Prada, LV, Hugo Boss, o Digo babava nos carros como Ferrari, Mercedes, BMW e o Mau comprava umas camisas de futebol.

DSC02898

Achamos uma loja de discos e eu e o Mau compramos dois discos: Sham 69 e Cockney Rejects.

Na volta almoçamos pizza (perto do hotel), pegamos as malas e fomos para o aeroporto. Saímos de Amsterdam e fomos para Londres. O vôo deveria ser rápido e tranqüilo, mas já no aeroporto tivemos dor de cabeça para fazer o check-in. Tentamos fazer nas maquinas automáticas, mas só dava pepino, assim acabamos indo no manual mesmo.

DSC02926

Foi rápido, embora cansativo. O avião da KLM era confortável e rapidinho já serviram um lanchinho.

Chegamos ao aeroporto de Londres, onde pegamos uma mega fila para pegar o visto- o clima estava tenso, pegamos um táxi até o Hotel- que parecia ser no fim do mundo, gastamos 120 libras (um absurdo).  Para completar o cenário céu chuvoso, bairro mulçumano.

DSC02938

Tudo parecia estar realmente perdido se não fosse o atendente, um paquistanês que nos acalmou e nos fez ver que não era o fim do mundo.

Como era tarde e estávamos com fome, decidimos pedir alguma comida (veggie burguers!). Aliás, quem pediu foi o próprio paquistanês, que ainda emprestou um cartão pessoal pra gente ligar pra Cosmópolis, pra eu avisar a family que estava viva.

DSC02948

Quando a comida chegou, descobrimos que o motoboy era brasileiro, de Goiana, batemos um papo com ele e fomos para o quarto.

Dormimos num quarto pequeno cheio de adaptações para deficientes físicos. Ficamos fazendo planos para o outro dia e quando percebemos já estávamos quase acordando no dia seguinte.

Beijos à todos!

Mari

Tour pela Europa: 2º dia- Amsterdam

Padrão

10/07


Devido ao fuso, acordamos atrasados, por volta das 10h, mas conseguimos tomar o café da manhã (que acabava às 10h).

Fomos para o Estádio, aliás, Arena do Ajax. Fizemos a visita monitorada e fomos ao museu do clube. Um estádio realmente longe do que são os nossos.

DSC02718

DSC02752

Achamos o Feebo e tomamos milk shake (2 euros) perto do estádio e comemos umas besterinhas.

DSC02812

Saindo de lá fomos para o Museu do Van Gogh. É algo impressionante, estar cara a cara com aquelas obras, é algo sem descrição, ainda mais eu, que estudo arte… é emocionante.

DSC02835

Passamos no museu da Heineken, porém estava fechado. Ficamos caminhando pelo centro até que deu fome e decidimos achar o “Jorge”, o cara que vende um falafel delicioso, por 4 euros! Andamos quase 3h para achar este falafel (de novo o falafel do Sr. Jorge), eu estava realmente cansada.

DSC02882

Após comermos, decidimos voltar para o Hotel, já eram 23h e o sol tinha acabada de se pôr.

Para acabar a noite, tomamos um banho relaxante, comemos uns doces (da máquina de doces) e ficamos um pouco na internet!

DSC02703

Tour pela Europa: 1º dia- Amsterdam

Padrão

Oi gente, tudo bem por aí?

Acabei de chegar de um tour pela Europa.

A viagem foi excelente, conhecer novos lugares, cultura, hábitos e pessoas é sempre muito bom.

DSC02594

Fui no dia 8/07 (quarta-feira), cheguei por lá dia 9 e voltei dia 20 (segunda-feira), foi pouco tempo, mas deu para conhecer um pouco de Amsterdam (Holanda), Londres (Inglaterra), Paris (França), Nordkirchen, Berlim e Münster (Alemanha).

Fui com meu namorado, o Mau e meu irmão, o Rodrigo, além de ter planejado encontrar minha vó, meu tio e minha mãe em Paris, ou seja quase a familia toda na Europa, tirando meu pai, que não pôde ir por causa do trabalho.

A viagem de ida de avião foi ótima, apesar de ser 11 horas até Madri (onde fizemos escala) e depois mais 2h30 até Amsterdam.

Foi contar aqui tudo que eu fiz, dia-a-dia.

Dia 8 e 9/07 Quarta e Quinta-feira

Saímos de Cosmópolis às 9h30, meus pais levaram eu e meu irmão ao aeroporto internacional de Guarulhos, onde encontraria o Mau para fazermos o check-in para o embarque. Almoçamos no aeroporto mesmo.

Eu e o Mau iríamos no vôo das 15h50 e o Digo só no das 19h, porque não havíamos conseguido um mesmo vôo para os três.

Na fila para o embarque, havia muita gente chorando, atrás da gente estava o Carleto, ex-lateral esquerdo do Santos, que atualmente atua no Valência, conversamos um pouco com ele enquanto a fila andava.

Fila, fila e mais fila e quando percebemos estávamos dentro de um baita avião da Ibéria, decolamos e surpresa: o Digo apareceu no corredor, ele conseguiu mudar o vôo porque houve desistência.

Almoçamos no avião, como não tinha opção para vegetarianos, comemos pouco no almoço e atacamos as bolachinhas e os lanchinhos. Passaram três filmes babacas e a viagem ia passando devagar, entre cochiladas, levantas e uns lanchinhos.

 Aterrissamos em Madri e passamos 4 horas lá, até pegarmos o outro avião, o tempo passou rápido, muitas lojinhas, free-shop… logo estávamos de novo dentro de um avião.

O segundo vôo conseguiu ser mais cansativo do que o primeiro, chegamos em Amsterdam por volta das 14h (hora local de Amsterdan). O fuso horário era de 5h a menos para o Brasil.

Fomos direto para o Hotel, no caminho vim observando as pessoas e é legal saber que aqui tem uma bela mistura, muitos mulçumanos, turcos e pessoas de toda parte do mundo, afinal, Amsterdam é um lugar essencialmente turístico.

DSC02601

Depois de um rápido banho seguido de um leve descanso, fomos dar uma volta no centro de Amsterdam, pegamos um mapa e começamos a aventura, pegamos o “tram 17”. Andamos umas 4 horas por lá. Eu acabei comprando um casaco, o Mau comprou um cd do “The Ex”- antiga banda punk local e o Digo comprou umas camisetas. Comemos uns “pães enormes torrados com queijo e cebola”, além de um milk shake de sobremesa.

DSC02613

DSC02611

Andamos bastante e passeamos nos canais de noite- é algo simplesmente maravilhoso. Aqui todo mundo anda muitíssimo de bicicleta, todo mundo mesmo: crianças, idosos, mulheres de salto altíssimo, até mesmo de saia, homens de terno, todo mundo é adepto da bike, alias, aqui é muito bom para andar mesmo, a cidade é plana.

DSC02636

Me chamou atenção especial o jeito que algumas meninas amaram seus cabelos: elas fazem um rabo-de-cabelo bem alto todo mole e deixam umas mexas soltas passando por cima do rabo, na nuca e na testa, dando impressão de terem dreads finos e soltos- além de alguns cabelos serem completamente “brancos” de tão loiros, incrivelmente lindos. As roupas variam de acordo com o estilo de cada pessoa, vi salto fino, coturnos coloridos, cabelos roxos em senhoras, garotos de blazers, peruas, algumas mulçumanas com lenços coloridos presos por strass, uma completa mistura na vestimenta das pessoas, assim como uma mistura de culturas e pessoas em um determinado lugar, assim é uma cidade turística, assim é Amsterdam.

Depois de tanto andar acabamos não achando onde passava nosso “tram” e voltamos de táxi para o Hotel, onde demos uma dormida de umas 2 horas e depois saímos para jantar falafel. A cidade não estava muito cheia. Fomos dormir por volta das 2 da manhã (horário local de Amsterdam), estávamos exaustos. 

DSC02881

Ao decorrer dos dias vou postando sobre os outros dias e minhas aventuras pela Europa.

Abraços

Por Mariana Arruda