Arquivo da tag: futebol

Férias

Padrão

Oi gente, tudo bem?

Escrevo me desculpando pela minha ausência ultimamente, é que depois da maratona Fashion Rio + SPFW eu tirei umas férias e fugi pra praia hehe, voltei ontem pro jogo do meu Ramalhão, que empatou (2×2) com o Oeste de Itápolis.

Escrevo para avisar que, como de costume, no Carnaval estarei indo para Buenos Aires rever amigos, bandas, jogos e a novidade desta vez é que irei também passar uns dias no Uruguai, em Montevidéu, em breve eu escreverei apontando as coisas/lugares que quero conhecer e darei algumas dicas sobre o que eu já sei sobre os locais.

Quem quiser alguma informação ou contar compartilhar alguma sugestão/dica fique à vontade.

mariana.as@uol.com.br

Mariana Arruda

Abraços

Anúncios

Dica de Filme: Looking for Eric

Padrão

 

Uma boa dica de filme pra quem gosta de futebol, assim como eu e meu namorado é o filme Looking for Eric, que passou na mostra de cinema e eu não havia ido, por isso, eu o assisti em casa.

O filme conta a história de Eric, um carteiro de meia idade que viu sua vida desmoronar, desde que há 30 anos abandonou o amor de sua vida, Lily, por medo da responsabilidade envolvida.

Mora num típico subúrbio inglês, com dois enteados folgados, quel  vão levando a famosa “vida loka”.

Os amigos até procuram ajudar Eric a esquecer o passado, mas parece que não tem jeito, ele vai ficando cada vez pior.

Mas quando tudo parece perdido, um “anjo da guarda” homônimo, mas completamente diferente dos padrões, surge para ajudar Eric.

Só pra te ajudar a lembrar de um momento fabuloso desse anjo:

É o que o carteiro Eric precisava para começar a se reerguer. Daí pra frente a história ganha em ação e mostra o renascimento do personagem.

Veja o trailer do filme (incrível, mas não achei um com legendas em português):

O mais legal é a história por traz do drama, que mostra um pouco da realidade do cidadão comum seja na Inglaterra, seja no Brasil.

Talvez soe inocente, para quem viva a fantasia do mundo moderno, onde o que importa é ter um carrão, e estar bem na próxima balada.

Mas soa mágico para quem encara o mundo como ele é, de verdade.

Onde o fracasso parece estar muito mais presente que o sucesso, e o verbo mais utilizado é batalhar. Seja por um novo emprego, seja pelo seu time, pelos seus amigo…

A vida do carteiro Eric é assim. O diretor Ken Loach está acostumado a construir personagens assim. Talvez por isso seus filmes encante algumas pessoas, mas seja visto como “sujos” por outros.

No final das contas, é difícil saber com qual dos dois Erics a gente se empolga mais. Não só pelas conquistas de cada um, mas pela vida real e dramática que cada um teve.

Talvez o que falte para a maioria das pessoas é apenas que sua história seja contada.

Vale a pena assistir!

Argentinaaaa

Padrão

CLASSIFICADA!

Para quem estava torcendo pela possibilidade de uma Copa do Mundo sem a Argentina, o apito final do árbitro Amarilla, em Montevideo serviu de despertador.

argentina 023

A Argentina está classificada para a Copa do Mundo.

Por um instante a torcida portenha esqueceu que o time tem jogado mal.

Que os atletas que já foram exemplo de raça e superação se parecem cada vez mais aos Kakás e Robinhos do futebol brasileiro que eu tanto critico.

Que Maradona está com altíssimo índice de rejeição pelos próprios argentinos.

maradonatreinador

Deixaram tudo isso ficou em segundo plano, ao ouvir em pleno Estádio Centenário jogadores e torcida cantando juntos…

Ole ole ole

Ole olé olé ola

Ole ole ole

Cada dia te quiero mas

Soy… argentino

Um sentimiento

Que nunca morrirá…

Para mim, que me considero sem pátria, nem patrão, sem hino nem fronteira, a conquista da Argentina me traz a lembrança de meus amigos em Buenos Aires.

Me traz a lembrança de um lugar que amo como minha casa, meu bairro.

Parabéns hermanos!

argentina 022

Assistimos a partida na casa do Gui (com direito a Panqueca e suco da dona Ana).

Após o jogo saímos em carreata aqui por Santo André buzinando nos bares da cidade.

argentina 033

Estaremos torcendo por vos na COPA!!!

Abraço

Mari Arruda

Tour pela Europa: 5º dia- de Londres para Paris

Padrão

13/07 De Londres à Paris

Acordamos cedo e fomos tomar café. Arrumamos as malas e colocamos em um quartinho do Hotel, pois o check-out era às 11h. daí saímos para o Estádio do West Ham de táxi. Mais uma vez não pudemos entrar e tivemos que nos contentar com as compras na loja oficial do time, que fica ali mesmo. Encontramos ali um boxeador italiano que é casado com uma brasileira, conversamos com ele até que fomos pagar as compras.

DSC03247

Após gastarmos bastante, lamentamos com um dos vendedores que viemos do Brasil e gostaríamos de ver o Estádio por dentro.

E o impossível aconteceu: ele abriu uma porta e nos deixou entrar. Nem preciso falar que foi incrível, o estádio é maravilhoso.

DSC03233

Saímos dali e seguimos para as torres, mas o trem quebrou e como já era um pouco tarde, decidimos voltar ao Hotel.

Eu e o Mau fomos até uma lanchonete comprar uns lanches para o almoço. Chamamos um táxi que custava 45 libras até o aeroporto. O motorista era um cara muito engraçado, gente boa. No final, quando perguntamos se ele teria troco em 3 notas de cinco, ele começou a dançar e cantar “ Olha o que eu tenho aqui” hahaha, aí ele tirou as 3 notas, foi engraçado pra caramba.

Fizemos os checkins e viajamos para paris em um avião da Air France, só serviram uns amendoins, assim, chegamos famintos na cidade luz.

Descemos no aeroporto e já fomos surpreendidos pela presença do exercito nos expulsando de onde iríamos pegar o táxi. Fomos para o outro lado e ao entrar no táxi ouvimos uma explosão- eles explodem as bagagens e pacotes perdidos, diariamente.

Passamos em frente do Estádio da França, que mais parecia um shopping. Paris é uma cidade muito bonita, muito limpa e com uma arquitetura incrível. É diferente de tudo que eu já vi.

Chegamos ao Hotel (que ficava na rua da Torre Eifel) e quem estava lá na porta nos esperando? Minha mãe e minha avó, meu tio estava sentado na esquina vendo se agente chegava por ali. O reencontro foi emocionante- em Paria tudo emociona.

O hotel era lindo e tinha numa banheira maravilhosa. Após subirmos e desfazermos as malas, fomos todos comer pizza em uma pizzaria próxima.

Paris 2009 079

Após o jantar pegamos um metro até a Torre Eifel. Estava noite e a torre toda iluminada- de novo algo emocionante. A torre é MUITO grande.

Paris 2009 095

O metro de Paris, assim como o de Londres é cheio de linhas e intersecções, mas o engraçado é que as vezes você anda quase 15 minutos pela estação até chegar na plataforma de embarque.

Paris 2009 111

O tio Lúcio, a vovó e a mamãe voltaram de táxi e eu, o Digo e o Mau demos uma andada até umas lojinhas de turista- que estavam abertas porque já eram quase 1 da manhã.

Paris 2009 117

 Então depois de ficar olhando a Torre em todos osângulos possíveis, fomos dormir.

por

Mariana Arruda

Mais aventuras

Padrão

Bom, acho que eu nunca comentei aqui que eu sou apaixonada por futebol, isso vem de uma geração da minha familiar, uma parte da minha família é palmeirense e outra corintiana, eu antes, era corintiana também até… conhecer meu namorado, um fanático pelo Santo André.

Eu sei, vocês devem estar pensando que eu sou uma garota volúvel e que mudo só para agradar e blá blá blá, mas não é bem assim, é muito “cômodo” torcermos para times grandes- acho super normal e eu até torcia (nada contra quem torce), mas antes eu torcia sem nenhuma identificação, sem ir aos jogos, eu comecei ir aos jogos do Santo André, comecei a conhecer o pessoal que freqüenta o estádio e.. foi inevitável, eu me apaixonei, além do mais agora eu moro em Santo André.

Felipe, Renato, eu e Mau no Rock Gol MTV

Felipe, Renato, eu e Mau no Rock Gol MTV

Eu tenho acompanhado de perto nos últimos dois anos o Santo André, vou em todos os jogos de casa e até em outras cidades, assisto os treinos e posso afirmar: é mágico.

eu, Mau, Mix, Gui e Jão no Brunão

eu, Mau, Mix, Gui e Jão no Brunão

Porém algumas vezes acontecem coisas não muito “mágicas”.

Ontem o Santo André jogou em contra o Santos (na Vila Belmiro) e eu, obviamente fui. A maioria das vezes eu vou de carro com meu namorado e alguns amigos, mas ontem fomos de ônibus junto com as torcidas. Primeiro que tinha muita gente e só tinha um ônibus, depois de arrecadarmos dinheiro de todo mundo e conseguirmos outro ônibus saímos.

Chegando em Santos a policia nos esperava para a escolta- eu juro que NUNCA vi tanta policia junta. “Todos os vidros fechados e cortinas também” foi a ordem de um policial (até parece que o pessoal do fundo obedeceu), mas foi emocionate a rua estava paradas para os nossos dois ônibus.

Chegamos até a Vila Belmiro, o clima estava pesado, descemos de 5 em 5 pra comprar os ingressos e entramos, o estádio LOTADO. O jogo começa, nos primeiros dez minutos o Santo André mandou bem, depois…  3 à 0 pro Santos.

Fiquei arrasada e como se não bastasse perder ainda tínhamos uma longa (longa porque estávamos de ônibus) viagem pela frente.

Acaba o jogo e temos que esperar todo o estádio esvaziar para depois sairmos. Depois de tempo esperando, entramos no ônibus e ficamos esperando mais. Uma gritaria no ônibus de trás e ficamos sabendo que o Marcelinho Carioca (que atualmente joga pro Santo André) estava saindo do estádio e a torcida do Santo André começou a mexer com ele (porque ele jogou muitooooo mal) e ele tentou arremessar um cavalete na torcida haha.

Ah já estava bem cansada quando o ônibus decidiu sair, até cochilei quando de repente passamos por uma “turbulência” e… o nosso ônibus furou o pneu. Parece até engraçado agora, na hora fiquei com muita raiva, todo mundo saindo e subindo do ônibus indo no meio da estrada, ai eu só queria ir embora e dormir… assim que chegamos pegamos o carro e fechamos a noite comendo esfirras no Habbib’s e dando risada.

Eu adoro essas aventuras.

role-017